História da igreja

Tudo começou com a conversão de um Judeu para Cristo.
Nossa história começa em 1975, com a conversão de um Judeu a Cristo: Alberto Toledo Haleva. Filho de pais judeus, nascido e criado sob a tradição judaica. Em certo momento de sua vida uniu-se com Helena dos Santos e vivia uma vida comum até que foram encontrados por Cristo.

Um cunhado da Helena, o Pr. Aloizio Hoffman lhes convidou a uma reunião de oração em sua residência. Helena com muita sabedoria convidou Alberto para acompanhá-la. Aos poucos não só ia à oração na casa do Pr. Aloizio, como também frequentava a oração na livraria da SBB (Sociedade Bíblica do Brasil) de Porto Alegre RS.

Helena se rendeu a Cristo primeiro e continuou insistindo com Alberto que a levasse nessas reuniões. A situação financeira de Alberto não estava boa, assim como sua saúde debilitada. Numa das reuniões de oração, uma irmã começou a orar pelo povo judeu e no final pelo Alberto. Isso lhe chamou a atenção, pois havia um lugar onde os judeus também eram amados.

Uma Visita Especial
O Pr. Aloizio enviou essa irmã para uma visita na casa do Alberto e da Helena. Foi um dia atípico, pois antes do jantar a irmã desafiou o Alberto a orar e de joelhos. Ele aceitou o desafio, mesmo temendo não poder se levantar depois por causa de seu estado de saúde.

Foi uma experiência maravilhosa, Jesus se apresentou para um judeu em sua casa em Porto Alegre. Alberto se ajoelhou às dezenove horas, desafiado pela dita irmã e começou a oração imitando aqueles crentes e disse: “Senhor Jesus”. Nesse instante teve uma visão de uma nuvem do tamanho de uma mão de homem que estava junto da janela da sala, a nuvem foi se aproximando dele e aumentando até que dentro da nuvem ele viu Jesus. Com suas vestes talares e resplandecentes Jesus se revelou a ele dizendo: “Alberto, Eu sou o Caminho e a Verdade e a Vida: e Eu quero entrar em seu coração”.

Imediatamente Alberto exclamou “Entra Jesus!” e Jesus entrou. Foi impactante, pois no mesmo instante em que o Alberto reconheceu a Jesus como o Messias, recebeu também o batismo com o Espírito Santo. Ele começou então a falar em outras línguas e a receber dons espirituais.

Passado algum tempo quis levantar-se, mas não queria abrir os olhos, pois não queria parar de ver Jesus. No entanto, ao abrir os olhos, a surpresa! Continuava a vê-lo mesmo assim. E o mais impactante: já era meia noite. Por muitos dias ainda Alberto via a Jesus. Desse dia em diante suas vidas foram transformadas.

Separados para o Ministério
Alberto e Helena foram separados para o ministério pastoral no dia 25 de Dezembro de 1980 no templo da Assembleia de Deus do Passo d’Areia, – Porto Alegre/RS. Com a imposição de mãos e a participação dos pastores luteranos renovados Aluísio Hoffmann e Claudemar Rheinheimer, o Pr. Alexandre Ogoronik da Igreja Batista Betel, o Pr. João Carlos Marques itinerante ligado à convenção Batista e os pastores da Assembleia de Deus local: Pr. Gustavo Adiers, Pr. Clóvis Cunha e Pr. Nagib Dias.

Pr. Alberto Toledo Haleva e sua esposa Pra. Helena dos Santos Haleva.
Passava-se o tempo e ele sempre testemunhando do Messias Jesus em todos os lugares, principalmente em sua loja que ele mesmo chamava carinhosamente de lojinha.

A lojinha tornou-se numa sala de atendimentos e aconselhamentos, também de reuniões. O ministério seguia com muita oração e logo houve a necessidade de fundar-se uma congregação.  Pr. Alberto obedeceu ao chamado de Deus, fechou a lojinha e passou a viver pela fé.

Buscou-se do Senhor um nome. O Senhor deu o nome – Aliança Bíblica de Avivamento ABA. O ministério era pequeno, mas tinha o apoio de homens de Deus tais como Pr. Robert Curry dos EUA; Pr. João Carlos Marques; Pr. Aluízio Hoffman, o adorador Asaph Borba e outros.

Pr. Alberto foi convidado a testemunhar em muitos lugares de sua conversão a Cristo e a pregar da Salvação, sempre com uma mensagem clara e simples para que todos pudessem entender. Ele anunciava o evangelho sempre seguido de manifestações do Espírito Santo com curas, revelações e muitos sinais que se seguiam.

Uma mudança preparada por Deus.
Em 1995 foram guiados por Deus a mudarem para Blumenau, em Santa Catarina, para dar cobertura a um grupo de irmãos. Logo, outros grupos em outras cidades como Florianópolis/SC e Curitiba/PR se uniram a Aliança Bíblica de Avivamento.

Surgiu então, a necessidade de organizar-se e em 20 de Novembro de 2002 fundou-se a COABA – Convenção da Aliança Bíblica de Avivamento no Brasil, em Florianópolis Santa Catarina. Hoje a sede da COABA está em Blumenau/SC.

A Igreja Em Blumenau
No dia 13 de outubro de 1993, por ocasião de uma visita de Jaci Jaehrig e Haroldo Kuzma ao casal Marco Aurélio e Luana Puetter, surgiu a ideia de fazer um estudo semanal da Palavra de Deus. Assim, iniciou o grupo que perseverava, e o Senhor acrescentava dia a dia os que iam sendo salvos.

O ano de 1994 foi marcado por experiências com o Espírito Santo, com provações que levaram à necessidade de uma decisão, pois o grupo precisava de cobertura espiritual. Entre muitas portas que se abriu, Deus mostrou os nomes do pastor Alberto Toledo Haleva e pastora Helena dos Santos Haleva, que se confirmou numa linda tarde de sol marcada por um arco-íris no céu, durante um encontro deles com os irmãos.

Em 18 de janeiro de 1995, foi fundada e registrada em ata a Igreja ABA – Aliança Bíblica de Avivamento em Blumenau. Nestes anos sob a benção do Senhor, muitos lares foram restaurados, vidas transformadas, curadas e salvas no nome de Jesus pelo poder do Espírito Santo. Confirmando assim a palavra do Senhor que é o mesmo ontem, hoje e eternamente.

Combateu o bom combate…
No dia primeiro de julho de dois mil e quatro (01/072004) o pastor Alberto Toledo Haleva foi recolhido pelo Senhor da Glória. Ficou o legado de um guerreiro que “combateu o bom combate, que guardou a fé, terminando a carreira proposta pelo Senhor”. Com isso o pastor Haroldo Kuzma que era vice-presidente da COABA e da Igreja ABA em Blumenau respectivamente, assumiu as responsabilidades sendo abençoado pelo pastor Alberto. Quando assumiu a igreja no primeiro culto a pastora Helena dos Santos Haleva confirmou a benção com o texto de Josué 1.5 “Você nunca será derrotado. Eu estarei com você como estive com Moisés. Nunca o abandonarei.

Foi um tempo de adaptação, lutas e vitórias. A igreja crescia timidamente. O ano de dois mil e oito marcou o inicio de algumas mudanças que foram de suma importância para o crescimento e desenvolvimento da igreja em Blumenau.

Novo endereço em um galpão maior.
O novo endereço em um galpão muito maior foi marcado por um passo de fé, muito trabalho nas reformas e um tempo de conquistas materiais e principalmente espirituais.

Houve um crescimento numérico na igreja, mas os pastores titulares Haroldo e Arlene viviam apreensivos, poucos anos de vigor físico lhes restava e achavam que se poderia e deveria fazer mais em prol do crescimento da igreja e consequentemente do Reino de Deus. Algo lhes apertava o coração. Decidiram tirar um tempo de consagração com os obreiros integrados. Foram quarenta dias de busca entre os últimos dias de janeiro, fevereiro e os primeiros dias de março.

Foi decidido voltar às origens e trabalhar em grupos nos lares, assim começou a igreja nos anos de 1991 até 1994, nascendo assim a igreja ABA em janeiro de 1995.  Foi formado um departamento de Grupos de Crescimento (GC) nos lares e foi nomeado também um responsável por esse departamento.

O Senhor falou por um sonho.
Nesse período o pastor Haroldo teve um sonho que inicialmente não compreendeu. Sonhou que ele de uma forma que só em sonhos acontece se via de algum lugar como se estivesse flutuando no ar: via a si mesmo caminhando do fundo do templo em direção do altar, saindo detrás das cortinas de tecido que eram usadas como divisórias no galpão. Enquanto se via caminhando no sonho dentro de si sentia uma voz que dizia: “uma nova igreja”. Quando acordou pensou: “o Senhor vai nos levar para outro lugar, para uma nova igreja”. O pastor Haroldo e a pastora Arlene oraram e colocaram o coração no altar de Deus. Haveria em breve uma reunião da convenção onde esperavam que algum dos pastores lhes propusesse que fossem para outro lugar assumir ou abrir uma nova igreja. Na reunião da convenção foi proposto de que os pastores organizassem as igrejas em grupos nos lares, usando a igreja ABA de Curitiba como modelo a ser seguido, pois estavam com uma ótima estratégia de células nos lares. Ninguém propôs para eles nenhuma mudança. Ficaram em silêncio e continuaram buscando o que significaria “uma nova igreja?”

Ao falar com o pastor Adilson de Curitiba, o pastor Haroldo foi convidado a conhecer o pastor Odilon Vergara e a igreja em células na visão do MDA. Fizeram uma visita ao pastor Odilon num TADEL da igreja Shalom e ficaram impactados, pois na reunião de líderes de células da igreja de lá havia mais pessoas do que na igreja de Blumenau. Ele foi marcado pela humildade do pastor Odilon, que numa simplicidade e de forma bem objetiva lhe falou da estratégia da igreja e da visão do MDA que receberam e aprenderam com o pastor Abe Huber que os discipulava e que havia mudado de Santarém/PA para Fortaleza/CE.

O sonho foi desvendado.
Um segredo que revolucionou e respondeu os anseios do seu coração e de sua esposa: as células não poderiam estar debaixo de outra pessoa senão do pastor titular da igreja. Células não é um departamento, é a própria igreja nos lares! Agora ele entendia o sonho que Deus lhe dera, Deus queria transformar a igreja!

A igreja nos lares com discipulado um a um.
Para que isso fosse possível, ele mesmo precisaria conhecer a visão do MDA, e precisaria ser o modelo para os irmãos da igreja, tendo um discipulador em sua vida. Numa conferencia do MDA em meio a muitos homens de Deus o coração do pastor Haroldo e da pastora Arlene foi ligado ao coração do pastor Elvis Kleiber de Oliveira.

Na mesma conferência procurou pelo pastor Elvis e contou sua história. Alguns meses se passaram e com a autorização do pastor Abe Huber os pastores Elvis e Elizete passaram a discipulá-los. Ainda no final do ano de 2012 em um culto no momento em que se ministrava o louvor, o pastor Haroldo foi tomado pela presença do Espírito Santo, e ainda nesse momento foi movido a ir a frente e prostrar-se diante de Deus quebrantado. Ouviu a voz do Senhor em seu espírito dizendo: “Haroldo, para uma nova igreja eu preciso de um novo pastor”.

As confirmações de Deus
Agora discipulados e cuidados, os pastores Haroldo e Arlene entenderam a razão de um discipulado forte e profundo. Vidas transformadas!

Começaram a discípular alguns pastores que estão debaixo de suas vidas, tanto na igreja de Blumenau como na convenção das igrejas ABA.

Uma pastora discípula teve um sonho em que ela e seu esposo estavam edificando uma parede em um prédio: os fundamentos existiam, colunas e outros andares do prédio também já existiam, estavam em determinado andar sobre uma laje edificando uma parede de tijolos. Os pastores Haroldo e Arlene produziam a massa de assentar em uma betoneira e passavam para eles usarem. A surpresa foi que em seu sonho a argamassa era ouro. Pastor Haroldo e pastora Arlene entenderam que a unidade (comunhão) produzida pelo discipulado é do material mais nobre. Mais uma vez o Senhor estava confirmando que a direção do discipulado um a um era a nova igreja que o Senhor estava edificando.

Aos poucos a nova igreja estava se formando. Deus os estava conduzindo. Era tempo de viver uma transição. A igreja começou a ser organizada em redes e novas lideranças foram surgindo em detrimento de algumas que se apagaram e outras que saíram da igreja; fato esse que nos move a orar e buscar no Senhor para que estes voltem se tornem ativos e juntos numa mesma visão e em unidade de coração, alma e espírito possam crescer no Senhor e fazer o Reino crescer e se expandir para a glória de Deus.